Boas palavras para uma boa designer.

“Um vaso é um vaso. Um vaso de vidro transparente, cheio de água, com a forma de uma gota, já é outra coisa. Preso à parede, em vez de apoiado numa mesa, é mais outra coisa ainda.

Entre nós e ele, a palavra vaso. Mas a palavra corpo inscrita num vaso de porcelana instaura um novo meio de nomear. Ao mesmo tempo, nos lembra que a palavra corpo não se refere apenas ao nosso corpo, mas a tudo que é matéria. Como a água torna quando liquefaz ou congela. Assim, a palavra corpo no vaso de Mana traduz o que ele já é por si, enquanto remete à sua superação, em direção a nossos corpos.

A simplicidade desse gesto nos revela os processos como Mana cria – do design ao verbo, da produção ao consumo, da contemplação ao uso.”

– Fernando Antunes sobre os trabalhos da Mana Bernardes